Sou Mais Pet
Geral

Veja as regiões onde serão liberadas aulas presenciais em SC

As regiões com risco potencial alto para coronavírus serão aquelas onde a volta às aulas presenciais estarão liberadas em Santa Catarina. Essas regiões são indicadas pela cor amarela no mapa divulgado, semanalmente, pela Secretaria de Estado da Saúde. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Educação nesta quinta-feira (1º).

A Secretaria de Estado da Educação informou que a Saúde está preparando o regramento para a retomada das atividades escolares presenciais, previstas para 13 de outubro.

Para que a retomada das aulas seja colocada em prática nessa data, a maioria das regiões do Estado deverão estar no nível amarelo. A estimativa é de que a justificativa e os detalhes dessa decisão sejam divulgados pela Saúde até a noite desta sexta-feira (2).

Na última atualização do mapa de risco, divulgada pelo COES (Comitê de Operações em Emergência em Saúde) no dia 24 de setembro, a região Extremo Oeste foi a única com nível amarelo para Covid-19. Todas as demais regiões foram classificadas como nível grave (laranja).

Se alguma região em laranja obter melhora no índice da pandemia, poderá passar para o nível amarelo do mapa. O mapa atualizado deve ser apresentado também nesta sexta-feira.

Avaliação de risco

Para avaliação do mapa, o governo do Estado leva quatro fatores em consideração para sinalizar o risco: índice de isolamento social, ampliação de leitos de UTI, fluxo de atendimento e testagem.

Com a atualização dos indicativos, a Secretaria de Estado da Saúde considera que outras quatro regiões estão próximas de alcançar o nível alto: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Rio do Peixe, Foz do Rio Itajaí e Oeste.

Protocolos de volta às aulas

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, os protocolos consolidados para a retomada das aulas presenciais em todos os níveis de ensino devem ser apresentados na nova portaria que será publicada pela Saúde.

Além de estar em uma região de nível alto, outro critério estabelecido para o retorno é que a escola deverá ter finalizado o seu protocolo.

Reforço escolar

Segundo o Governo do Estado, haverá o retorno gradual dos alunos em todas as redes de ensino.

Os primeiros estudantes a retornarem serão aqueles matriculados no 3º ano do Ensino Médio, com a volta de um ano do ensino a cada semana. O esquema deve incluir os alunos até os anos finais do ensino fundamental, sendo o 6º ano o último a ser contemplado.

Na rede estadual, as aulas serão em formato de reforço escolar e serão convidados à sala de aula, aqueles alunos com dificuldade de aprendizagem e assimilação do conteúdo.

A Secretaria de Estado da Educação divulgou nesta quarta-feira (30), que dentre os 524 mil alunos matriculados na rede estadual, 51% alcançaram aprendizagem satisfatória e 22,4% tiveram avanços, apesar das dificuldades no atual contexto com a realização das atividades não presenciais.

Já 26,4% dos alunos da rede tiveram dificuldades de realizar as atividades ou não conseguiram realizá-las. Eles serão o alvo principal da retomada das atividades de apoio pedagógico presencial.

Os dados foram fornecidos pelos professores da rede e coletados após a realização dos conselhos de classe de todas as 1.065 escolas estaduais.

Para receber as notícias da página Hora Massa pelo WhatsApp no seu celular, clique aqui

Via: ND Mais

Casa dos Colchoes